Joao Carlos Rocha

Carreira: que cuidados você precisa tomar para mudar de emprego?

Como saber se é o momento de dar uma guinada na carreira?

Carreira: que cuidados você precisa tomar para mudar de emprego?

Carreira profissional  é sempre um ponto de preocupação em nossa vida, especialmente para o jovem, sendo um dos assuntos mais procurados para processos de coaching. É hora de mudar? Como sei se estou fazendo a coisa certa? Que fatores devo considerar? São questões muito presentes em torno do tema, não é assim?

 

carreira profissional mudança de emprego coachingClaro que mudar de área ou local de trabalho pode significar um salto na carreira, mas é um processo que envolve muitas escolhas. Seus objetivos profissionais, o ambiente de trabalho, as perspectivas e a forma como a oportunidade se encaixa no contexto de sua vida são alguns dos fatores envolvidos na análise. Não sejamos ilusos, toda mudança implica em oportunidade e risco, do contrário, não é mudança.

O dilema é: seguir adiante ou ficar onde estou?  Neste caso, para seguir em frente, a escolha é obrigatória. Porém, sofrer para escolher é opcional. Uma forma de aliviar ou até eliminar o sofrimento é fazer o processo da escolha de forma consciente.

Diante da situação, é importante que você responda a algumas perguntas que – não tem jeito – só você mesmo pode fazê-lo.

Assim, é mais fácil analisar primeiro os aspectos tangíveis que envolvem a carreira profissional, avaliando as perdas e ganhos nas receitas e despesas:

  • Pacote de remuneração, incluindo salário, bônus ou PLR, ticket refeição, ticket combustível, plano de saúde e outros befefícios;
  • Despesas com transporte, moradia, alimentação, estacionamento e vestuário, dentre outros.

Concluída esta análise quantitativa, parte-se para as questões mais intangíveis:

  • O que eu quero para minha carreira daqui a 3 ou 5 anos?
  • A oportunidade se encaixa no meu plano de desenvolvimento profissional de médio/longo prazos? O que eu vou aprender?
  • Como se encaixa o novo trabalho no contexto geral de minha vida, além da carreira em si: estudo, família, namorado, filhos, amigos, animais de estimação?
  • Como fica minha qualidade de vida?
  • Como é meu atual ambiente de trabalho? O que me faz feliz aqui?
  • O que eu sei sobre o ambiente da nova oportunidade?

Em resumo. Em vez de tentar observar do ponto de vista de “você dentro da empresa“, procurar olhar “a empresa dentro da sua vida“, pois quem deve estar no comando de sua vida é você e ninguém mais. Tem gente feliz em área comercial e operação. Tem gente contente em RH e em Contabilidade. Tem gente feliz até sem trabalhar em lugar nenhum. Faz sentido?

E, no final das contas, como diz o poeta Fernando Pessoa, “navegar é preciso, mas viver não é preciso”. Por isso, deixe seu coração te ajudar a decidir, deixe a sua sensibilidade fluir, pois a mente só consegue trabalhar com coisas “precisas”. Vale também consultar as pessoas mais próximas, é importante envolver no momento da decisão as pessoas que serão afetadas pela evolução de sua carreira profissional.

Pense nisso e boa sorte!

Que sentido este texto fez para você? Você tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário, vamos continuar esta conversa. Foi bom para você?

Comente, curta, compartilhe!

Sobre o autor | Website

João Carlos Rocha é coach de executivos, consultor empresarial, palestrante e escritor. Atua nas maiores e melhores empresas do Brasil, prestando consultoria nas áreas de planejamento estratégico, team building e gestão de pessoas. É coautor do livro Ser Mais com T&D e autor do livro Os 7 Portais de Jaspe.

Receba nossas melhores dicas e conteúdos.

Fique tranquilo. Odiamos Spam!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!