Solidão

solidaoEu estava na janela
Tão triste a soluçar
Dizendo a meu pai
Sem ti não posso ficar

 

Volte papai para aqui
Sem ti mal posso dormir
Acabe com a solidão
Que habita me coração

 

Todos dizem que sou homem
Mas criança é o que sou
E agora sem meu pai
Não sei para onde vou

 

1970, aos onze anos de idade, quando perdi meu pai.

Comente, curta, compartilhe!

Sobre o autor | Website

João Carlos Rocha é coach de executivos, consultor empresarial, palestrante e escritor. Atua nas maiores e melhores empresas do Brasil, prestando consultoria nas áreas de planejamento estratégico, team building e gestão de pessoas. É coautor do livro Ser Mais com T&D e autor do livro Os 7 Portais de Jaspe.

Receba nossas melhores dicas e conteúdos.

Fique tranquilo. Odiamos Spam!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. Marcela disse:

    Pai,Que versinho lindo e triste.Te amo.Estou com saudade.